Tudo Sobre Ballet HIIT

chamada treino online ballet hiit

O que é Ballet HIIT?

Ballet HIIT é um método que reúne técnicas do ballet clássico e do HIIT (treino de alta intensidade) em um único treino.

O programa é adequado tanto para quem nunca fez ballet ou não está acostumado com exercícios físicos, como para quem já têm conhecimento e deseja ganhar eficiência, força e condicionamento físico.

Derivado do ballet fit, o Ballet HIIT é uma nova modalidade, exclusiva da plataforma Ballet FIT Online, e tem como objetivo incluir os treinos mais modernos, tornando a prática muito mais acessível e eficaz.

As aulas podem ser feitas em casa, à qualquer hora, com o apoio de uma cadeira e em um pequeno espaço.

treino online para fazer em casa
Instrutora Thais França

O objetivo é que as aulas tenham menos tempo de duração e tragam mais resultados que as aulas do gênero existentes no mercado, utilizando apenas o peso do próprio corpo.

Além disso, que mantenha uma sequência de exercícios que previnam lesões.

Por isso, o programa não contém passos de ballet não recomendados para inexperientes, e exercícios HIIT que provoquem impacto nas articulações.

Principais Características do método

O Ballet HIIT é composto por duas partes: a primeira consiste em exercícios baseados em passos de ballet clássico executados na barra (ou qualquer outro apoio equivalente) ou centro (sem apoio).

A segunda parte é composta por treino HIIT, o famoso treino intervalado de alta intensidade, que combina o trabalho cardiovascular com ganho de massa magra enquanto queima gordura.

O ballet como ferramenta de treino

ballet clássico inspira ballet hiit

A técnica clássica foi sendo aprimorada ao longo dos séculos para proporcionar aos bailarinos cada vez mais precisão e leveza em seus movimentos.

Para atingir a perfeição, eles precisam de força, flexibilidade e equilíbrio corporal, ou seja, todas as partes do corpo precisam agir de forma harmoniosa para que ‘um lado não pese mais do o outro’.

Alguns bailarinos e professores da dança clássica perceberam que poderiam retirar da técnica alguns elementos chaves para trabalhar o corpo de forma específica, ou seja, para quem precisava de um reforço na musculatura das coxas, do abdômen, das costas ou das panturrilhas por exemplo.

Assim como perceberam que poderiam aplicar a técnica em pessoas comuns, que não tinham como objetivo virarem bailarinos depois de certa idade, mas gostavam da dança e sentiam os resultados rapidamente, no condicionamento físico e na saúde como um todo.

Tudo começou nos anos 50 com a bailarina alemã Lotte Berk, que após sofrer uma lesão na coluna, criou o Método de Treinamento Lotte Berk, que visava o fortalecimento do ‘centro do corpo’ através de exercícios abdominais combinados com dança, exercícios no solo ou com apoio da barra, preservando características isométricas e sem impacto.

O método foi repassado por outros bailarinos instrutores e novas versões surgiram desde então, sempre com combinações entre a dança clássica e outros tipos de treinamento como Pilates, Yoga, ginástica funcional e agora, o HIIT.

O treino HIIT

treino hiit

O treino HIIT tem sido cada vez mais utilizado por ser de fácil aplicação e ter pouca duração, ou seja, qualquer pessoa pode executar os movimentos (de forma adaptada), disponibilizando poucos minutos para isso.

O HIIT, que em Inglês significa High Intensity Interval Training, é um método de treinamento que envolve séries repetidas de exercícios de curta a longa duração em intensidades elevadas, intercaladas com períodos de descanso ou recuperação.

O método é basicamente composto por exercício, tempo de esforço, número de repetições, tempo de intervalo de recuperação e tipo de ação no intervalo.

Ele aumenta o metabolismo mantendo a queima calórica até 24hs depois do treino.

Além de ter curta duração, fator importantíssimo nos dias de hoje, outro ponto positivo desse tipo de treinamento é que aumenta a motivação à prática de exercícios físicos, porque rompe com a monotonia.  

Principais Objetivos do Ballet HIIT

objetivos do ballet hiitAlém dos objetivos citados na introdução do artigo, agora você pode conferir em detalhes os principais objetivos do método.

Sempre lembrando que para obter resultados com qualquer prática de exercícios físicos, é preciso regularidade, boa alimentação e disposição. 

Assim como, deve-se consultar um médico para saber que tipos de exercícios você pode ou não fazer, e em que intensidade. Se você estiver com a saúde do corpo em dia, não haverá problemas em começar uma nova prática.

Independente dos objetivos do Ballet HIIT, cada pessoa tem seus próprios objetivos e metas. Por isso, o método foi desenvolvido para possibilitar adaptações, visando resultados diferentes. Confira a seguir:

Ganhar força e definição muscular

definir corpo com ballet hiitO ballet clássico tem um trabalho muito intenso para as pernas, ele começa ‘a partir de baixo’, onde se concentra a base para todos os tipos de passos e deslocamentos.

Os exercícios do Ballet HIIT são para fortalecer e delinear toda musculatura corporal, e é a partir da base que ele começa.

A combinação entre o ballet que fortalece e define a musculatura, e o HIIT, que proporciona a queima de massa gorda, faz com que a massa magra se sobressaia dando aquela aparência de músculo esculpido.

Por exemplo, durante um exercício, você vai sentir o trabalho nos tornozelos, panturrilhas, coxas e glúteos. E, com as repetições, o ganho de massa magra será efetivo pois, o HIIT fará o trabalho complementar, queimando os excessos.

Além do fortalecimento das pernas, o ballet exige que a coluna esteja naturalmente ereta, fazendo com o que o abdômen seja acionado automaticamente, além de estimular toda a musculatura das costas e dos braços.

Perder calorias ou manter o peso se necessário

O ballet em si não faz queimar muitas calorias à menos que você faça um treino mais intenso com mais de uma hora de duração.

Por isso o Ballet HIIT surgiu como uma união perfeita para quem quer manter um corpo forte, alongado e ainda, perder os quilos extras.

– Quero emagrecer e tonificar

Para quem quer perder peso, é só manter o andamento das aulas executando tudo ao máximo da sua potência pessoal, sempre respeitando seu ritmo e suas limitações, claro.

São aulas de 15 minutos por dia. Um treino completo e progressivo capaz de trazer resultados em apenas um mês (ou menos), caso esteja aliado com uma alimentação saudável.

Sabemos que são muitas variáveis responsáveis pela queima de calorias, isso inclui seu metabolismo, sua rotina, alimentação e outras práticas consideradas saudáveis.

– Sou magra, quero apenas esculpir meu corpo

aula de ballet hiit
Thais França

Se você quer manter seu peso atual, e apenas tonificar e fortalecer seu corpo, também é possível.

Tudo depende da intensidade que você coloca no treino HIIT, ou seja, pode executar as séries com menos amplitude e em um ritmo mais lento.

De qualquer forma, vai maximizar benefícios à saúde cardiovascular, sem necessariamente focar na queima de gorduras.

Fortalecer a musculatura para proteger as articulações

O Ballet HIIT não possui impacto, ao contrário, ao fortalecer todos os grupos musculares, o risco de lesões diminui drasticamente.

De qualquer forma, para proteger as articulações é preciso um controle do peso corporal, fortalecimento, alongamento e uma alimentação rica em cálcio, magnésio (essencial para a absorção e utilização do cálcio), zinco e vitaminas C, D e K.

Sempre consulte um médico e um nutricionista caso sinta dores nas articulações.

Melhorar a postura

ballet hiit melhora a postura

Um dos principais fundamentos do ballet clássico é a execução de movimentos que aparentam leveza, virtude e graciosidade.

Quando você assiste à uma peça de ballet não imagina o nível de esforço e equilíbrio que está sendo exigido ali, simplesmente porque a ideia é não transparecer esse esforço e sim levar o espectador para dentro da arte que a dança representa.

Não só o aspecto artístico exige uma postura ereta, o equilíbrio depende quase exclusivamente da colocação correta da coluna vertebral.

Estando apoiado em uma perna só, o peso do corpo precisa estar balanceado e o mais leve possível para dar liberdade, tanto para as pernas, quanto para os braços. Se a coluna está muito para frente em uma pirueta, por exemplo, o eixo do giro será perdido.

Por isso, as aulas de Ballet HIIT trazem uma melhora substancial na postura e na sustentação da coluna, pois são intrínsecas à técnica clássica.

Melhorar a flexibilidade

flexibilidade
Thais França

O Ballet HIIT possui aulas especiais de alongamento, dada a importância da flexibilidade tanto para a saúde corporal como para o desempenho dos movimentos.

A maioria dos exercícios inspirados no ballet utilizam sua extensão máxima, limitada à estrutura corporal de cada um, ou seja, apesar de buscar amplitude nos movimentos, o treino não exige que você force as articulações, ultrapassando os limites do corpo.

No ballet clássico, de modo geral, a combinação entre força e flexibilidade são os pontos fortes para alcançar melhores desempenhos na dança.

Assim, fazer as aulas de alongamento vão ajudar a melhorar a qualidade dos exercícios, a obter músculos fortes e alongados, e proporcionar um corpo longilíneo.

Outros aspectos importantes da melhora da flexibilidade são a diminuição das dores musculares e maior equilíbrio entre as partes do corpo.

Trabalhar todo o corpo, mas também destacar cada parte

O Ballet HIIT é bem amplo, com uma série de aulas progressivas, pode-se notar que as aulas, em geral, trabalham o corpo todo.

Porém, o programa também distribui exercícios específicos para cada parte do corpo, como barriga, glúteos, coxas, braços e outros. Então, a distribuição dos treinos possibilita um revezamento entre as partes, alternando entre força e descanso muscular.

Trazer mais prazer e desafio positivo ao exercício físico

ballet hiit e o prazer de se exercitarPor ser um treino de apenas 15 minutos, com aulas diversificadas, divido em duas partes, sendo uma de ballet e outra de HIIT, ele se torna prazeroso e animado.

O próprio ballet clássico possui essa característica: adquirimos confiança e fluidez conforme o praticamos. Isso nos estimula a melhorar a cada aula.

Assim como o HIIT, que combina alguns exercícios em curta duração, te tirando daquelas séries infinitas na mesma posição.

O Ballet HIIT pode trazer um novo frescor à atividade física, bom para quem não gosta de academia, não tem tempo ou querer fugir dos exercícios monótonos.

Possibilitar treinos curtos e em espaços alternativos

Um dos objetivos principais do método é possibilitar um treino rápido e eficaz.

Graças à evolução dos estudos científicos relacionados à prática de atividades físicas, hoje temos a chance de criar sequências mais curtas muito mais eficazes do que uma hora de esteira.

Além disso, não precisamos de muito espaço e nem aparatos. O Ballet HIIT pode ser feito em casa, com o apoio de uma cadeira ou móvel, no espaço de um tapete.

Também pode ser feito em qualquer outro espaço, desde que você possa usar meias ou sapatilhas na parte do ballet.

Ser acessível para adultos em qualquer idade

Desde que esteja liberado pelo médico, qualquer adulto pode praticar a modalidade. Não há restrições quanto à isso.

É só entender como funciona por exemplo o ballet para adultos para entender que é possível realizar um sonho ou manter-se em forma com o Ballet HIIT, mesmo que você tenha 50 anos ou mais.

Acompanhar e incentivar o desenvolvimento dos participantes

instrutora do ballet hiitO acompanhamento faz parte do programa. Assim, os alunos podem enviar fotos e vídeos para correções, tirar dúvidas ou mesmo incentivar os outros participantes.

A bailarina profissional e personal trainer Thaïs França, criadora do método, é a principal responsável por esse acompanhamento. A equipe de suporte do Ballet Fit Online, também está preparada para atender todos os participantes.

Quem é Thais França?

thais frança instrutora ballet hiit

Aqui você pode conferir uma entrevista com a professora e criadora do método Ballet HIIT.

Como surgiu o Ballet HIIT no Brasil?

A idealizadora do Ballet HIIT, Vanessa Guillen, é ex-bailarina profissional, coreógrafa e diretora teatral. Começou o ballet aos 3 anos e deixou de dançar aos 30, depois de sofrer uma lesão no tornozelo e passar por uma cirurgia, quando dançava em sua última companhia, o Balé da Cidade de SP.

Foi então que, para manter a saúde do corpo, buscou formas de se exercitar que fossem prazerosas e sem grandes impactos.

Paralelamente, ingressou no marketing digital, passando a desenvolver projetos online. Então, seria muito conveniente que pudesse fazer os treinos em casa, sem perder o pique do trabalho.

Juntando-se ao fato de que não gostava de academias e uma aula de ballet clássico completa (ou contemporâneo) não estavam mais em seus planos, comprou alguns treinos online para testar.

“Alguns treinos online convencionais são muito bons, mas sentia que estava faltando alguma coisa. Além de conhecer muito bem meu corpo, sabia que o ballet poderia trazer um algo à mais ao treino, mas teria que ser bem específico.”

Ao buscar um treinamento online que utilizasse o clássico como base, descobriu que não havia nada parecido no Brasil, que tivesse compromisso com a qualidade, com o relacionamento com os alunos e com a continuidade do programa.

Pesquisando sobre o assunto, acabou criando a plataforma Ballet Fit Online, para reunir conteúdo de qualidade a respeito do tema, incluindo diversas modalidades que unissem a dança à exercícios físicos.

“Um dos programas de treinamento online que mais me chamou atenção, foram os treinos HIIT, por serem rápidos e eficazes. Vi que havia muito estudo científico por trás, mas pouco se falava em alongamento, qualidade de movimento e o aspecto longilíneo do corpo estava ficando para trás.”

Decidiu então convidar a Thaïs França, uma especialista no assunto, para desenvolver um programa especial para a plataforma Ballet Fit Online, que unisse as técnicas do ballet e do HIIT.

Thaïs França, que desenvolve o método do Ballet HIIT, também foi bailarina do Balé da Cidade de SP, é formada em educação física e já fez inúmeros cursos dessa modalidade como o Ballet Fitness, com Betina Dantas, e o Ballet Pilates, com Audrea Lara, entre outros.

Hoje, com a marca registrada, o Ballet HIIT é o único programa de treinos online do Brasil que reúne técnicas potentes em aulas de apenas 15 minutos por dia, fazendo dele uma nova modalidade.

Além dos treinos, o programa conta com aulas de aquecimento, alongamento, o passo a passo do ballet clássico utilizado nas aulas e ‘o certo e o errado’ do HIIT.

Afinal, como é uma aula de BALLET HIIT?

thais frança ensinandoO programa como um todo consiste em aquecimento, aula Ballet HIIT e alongamento. Assim como se dão as rotinas dos bailarinos.

O aquecimento é curto, cerca de 3 minutos, mas é bem direcionado e essencial para o bom aproveitamento da aula.

Além de preparar a musculatura e as articulações, o aquecimento do Ballet HIIT é bem movimentado para acelerar os batimentos cardíacos, aumentando a circulação sanguínea.

Em seguida, temos as aulas que são de aproximadamente 15 minutos, composta por duas partes: o ballet e depois o HIIT.

Na primeira parte utiliza-se uma cadeira ou barra de apoio, roupas confortáveis ou de ballet, meias ou sapatilhas.

Os exercícios são baseados na técnica clássica com foco no fortalecimento, na coordenação motora, na postura e no tônus muscular.

Na segunda parte utiliza-se tênis, um tapetinho e um cronometro, já incluso nos vídeos que você vai acompanhar.

Os exercícios são feitos em pé ou no solo em uma sequência de séries com duração de 20 segundos de alta intensidade com 30 segundos de descanso.

Quem pode praticar?

O programa é indicado a partir dos 15 anos e não tem limite de idade.

Pode ser praticado por quem está acima do peso, é sedentário ou não está acostumado com exercícios físicos. As aulas não possuem impacto e não são de longa duração, portanto não causam mal às articulações.

Não é necessário ter conhecimento prévio. Na aula do passo a passo do ballet utilizado no programa você vai aprender tudo nos mínimos detalhes, e em caso de dúvidas, pode falar direto com a instrutora.

Também é recomendado para bailarinos e estudantes de ballet e outros tipos de dança. As aulas vão ajudar a fortalecer, melhorando assim toda a performance.

Como acesso o treino online Ballet HIIT?

treino online ballet hiit gráfico

O Ballet HIIT está programado para ser lançado em fevereiro de 2019, com preço especial de lançamento.

É hora de aproveitar e se inscrever na LISTA DE ESPERA AQUI.

Ele vai funcionar assim:

Após efetuada a compra, que pode ser parcelada em até 12x, com pagamento em cartão de crédito, Paypal ou boleto, você recebe uma senha para acessar a área de membros onde estarão todas as aulas e os bônus.

As aulas podem ser acessadas pelo celular, tablet ou computador.

Recomendamos que você assista todas o vídeo introdutório que explicam como você deve seguir o cronograma, como frequência e ordem das aulas.

Além da introdução ao programa, você vai encontrar aulas de aquecimento para serem feitas antes do treino.

Caso você não tenha nenhum conhecimento em ballet, acesse e pratique as aulas das posições de pernas e pés, posições dos braços e passos que serão utilizados.

Também é muito importante que assista a aula sobre o certo e o errado do HIIT, para acertar as posições e evitar lesões.

O programa dá direito à acesso por um ano, podendo ser renovado com valor diferenciado.

Novas aulas serão acrescentadas ao programa de tempos em tempos.

Você terá acesso também ao grupo exclusivo de alunos onde poderá tirar suas dúvidas e enviar sugestões.

Aproveite essa oportunidade, as vagas são limitadas para garantir melhor atendimento a todos!

 

 

Fontes de pesquisa:

Del Santoro Reis, J. O treinamento intervalado de alta intensidade aplicado ao controle do peso corporal. Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação Física. Monografia. p. 28-29, 2003.

Rocha, C., Snitynski, D.. O Efeito Do Hiit Na Composição Corporal De Mulheres Sedentárias. Anais do EVINCI – UniBrasil, 1, jun. 2016. Disponível em: <http://portaldeperiodicos.unibrasil.com.br/index.php/anaisevinci/article/view/747/725>. Acesso em: 20 Nov. 2018.

Del Vecchio, Fabrício Boscolo et al. Exercício Intermitente: Estado da Arte e Aplicações Práticas: Livro Tabata-Hiit-Treinamento Intervalado De Alta Intensidade-Treino Aeróbio-Treino Anaeróbio. Omp Editora, 2014.

Cortes, Alice A. et al. A influência do treinamento de força na flexibilidade. Rev Digit Vida Saúde, v. 1, n. 2, p. 1-6, 2002.

Barbosa, Renally Chagas. Estudo comparativo de força e flexibilidade em praticantes e não praticantes do ballet clássico em Campina Grande–PB. 2017.

 

WhatsApp chat